Tel: (32) 3025-7555

Social

Câncer de Próstata

A neoplasia prostática, ou câncer na próstata, é a segunda causa de câncer mais comum em homens (o primeiro é o câncer de pele). No Brasil, segundo dados do INCA, são anualmente diagnosticados 61.200 homens com câncer na próstata, sendo que cerca de 13.000 morrem dessa doença.

As causas mais comumente associadas ao tumor prostático são a idade, fatores étnicos e histórico familiar. Alguns outros fatores como, alimentação inadequada, padrão da vida sexual, exposição à radiação ultravioleta, consumo de álcool, inflamação crônica, exposição ocupacional, podem estar associados à neoplasia prostática, mas nenhum deles é suficientemente comprovado, ou tem importância relevante a ponto de justificar mudança do padrão de vida.

Associação Americana de Urologia (AUA) recomendava fazer o rastreamento anual para câncer de próstata a partir de 50 anos de idade. Em casos de antecedentes familiares ou afrodescendentes a recomendação era de 45 anos. Entretanto, foram diagnosticados muitos casos de câncer de próstata que não necessitavam de tratamento, devido ao fato da doença atingir pacientes mais idosos, com o câncer de próstata não sendo a principal causa de morte destes pacientes (geralmente estes pacientes faleceriam de patologia cardíaca ou outros tipos de câncer). Assim, a AUA passou não recomendar rastreamento anual para homens entre 40 e 54 anos, exceto para aqueles com história familiar e afrodescendentes. Homens entre 55 e 69 anos são os que mais se beneficiam do rastreamento, podendo, dependendo do caso, ser feito de 2 em 2 anos. A partir de 70 anos, não se recomenda fazer rastreamento para câncer de próstata, exceto naqueles com expectativa superior a 10 anos.

Alterações na urina e dificuldade para manter a ereção são sinais que podem indicar câncer de próstata, uma doença comum após os 50 anos. No entanto esses mesmos sintomas também podem ocorrer devido a alterações benignas, como na próstata aumentada, por exemplo. Por isso, é importante ir ao urologista pelo menos 1 vez por ano após os 45 anos de idade, para fazer exames de rotina, para identificar qualquer alteração prostática o quanto antes.


A próstata é uma glândula que se localiza perto do ânus e por isso o exame de toque retal é a melhor forma de avaliar sua saúde. É a próstata que produz o líquido que forma o esperma que é importante para conduzir os espermatozoides até o óvulo durante o contato sexual.

É preciso estar atento aos seguintes sinais, que podem indicar um tumor na próstata:

  1. Dificuldade para urinar;
  2. Diminuição da quantidade de urina;
  3. Dificuldade em interromper a passagem da urina;
  4. Vontade frequente para urinar, acordando várias vezes durante a noite para ir ao banheiro;
  5. Sensação de que a bexiga ainda está cheia, mesmo após urinar;
  6. Urinar em gotas;
  7. Dor na região dos testículos;
  8. Impotência ou dificuldade para manter a ereção;
  9. Dor ao ejacular;
  10. Presença de sangue no sêmen.

É preciso estar atento aos seguintes sinais, que podem indicar um tumor na próstata:

  1. Dificuldade para urinar;
  2. Diminuição da quantidade de urina;
  3. Dificuldade em interromper a passagem da urina;
  4. Vontade frequente para urinar, acordando várias vezes durante a noite para ir ao banheiro;
  5. Sensação de que a bexiga ainda está cheia, mesmo após urinar;
  6. Urinar em gotas;
  7. Dor na região dos testículos;
  8. Impotência ou dificuldade para manter a ereção;
  9. Dor ao ejacular;
  10. Presença de sangue no sêmen.

O tratamento para câncer de próstata é feito de acordo com o estágio da doença e do estado de saúde do paciente. Normalmente o tratamento é feito com:

  • Cirurgia: é o tratamento mais utilizado, pois retira a próstata e nos casos iniciais da doença, traz a cura total;
  • Radioterapia: usada nos casos em que a cirurgia está contraindicada ou quando o paciente não quer ser operado;
  • Hormônios: são usados para controlar a produção de hormônios que promovem o desenvolvimento da doença.

Nos casos mais avançados da doença normalmente são utilizados dois desses métodos de tratamento, sendo muitas vezes necessário retirar além da próstata, os testículos também. O aumento da próstata nem sempre é indicativo de câncer, apesar de provocar os mesmos sintomas. Veja quais são as principais alterações da próstata e como tratar cada uma delas.

Contate-nos

Visite-nos hoje

UNIDADE 1
Av. Rio Branco, 3747 - Cep: 36021-630 - Juiz de Fora - MG

 

Horário de Atendimento

De segunda à sexta-feira das 08:00h às 21:00
Plantões aos sábados das 08:00 ás 12:00 na CMI 

Seja livre para nos contatar

cmi@powerline.com.br
UNIDADE 1 (32) 3025-7555
WPP PARA ORÇAMENTOS (32) 99100-6304